O MEU CAMINHO DEU-ME ASAS PARA VOAR E INVESTIR NO QUE AMO, ISMAEL WANDALIKA

Em entrevista ao Hold on Angola), o artista Soldado Wandalika ou Ismael Wandalika, falou sobre o seu profissionalismo, vida antes e agora, arte e momentos difíceis e bons de sua vida e carreira.


Redacção, Filipe Bande


Segundo o artista Ismael Wandalika, descreve sua pessoa como sendo um humanista que acredita na capacidade que o Senhor confiou a cada ser. Alguém que encontrou Deus e depois a arte, e que vive encontrando e lapidando seu diamante. Alguém que quando criança nunca sonhou que um dia seria um artista. Cresceu muito tímido, mas com vontade de desoprimir os seus pensamentos apesar do medo. Aprendeu a ler e a escrever tarde porque não tinha um pai para orientá-lo, sendo sua mãe a heroína quando se tratava de alimentação. Actualmente um poeta, escritor, agente cultural Zambi, gestor de projectos artísticos e líder de eventos para músicos e compositores. Adquiriu o gosto pela leitura, escrita e composição. Dois livros que inspiram os angolanos a ler: o primeiro é - Por que queres morrer pobre? D'Alsejo Pinheiro; e segundo, Guie o seu eu”, Dr. Moniz Sebastião,- ambos encontrados na Livraria Germinante”, sugeriu.

*PROFISSIONALIMO


Sobre sua vida profissional, contou-nos Wandalika, que teve formação básica e profissional em diversas áreas; foi professor do ensino primário durante 6 anos; trabalhou na “Mayamba Editora”, área comercial e ao mesmo tempo fazia Gestão de Stock; teve um ano de Rádio como colaborador e parte da equipe; trabalhou em algumas empresas ligadas a economia criativa e comercio e agora está se formando em Contabilidade e Administração em uma Universidade de referência no País: o meu caminho deu-me asas pra voar e investir no que amo., “salientou”.

*VIDA ANTES E AGORA


Antes da sua formação superior, foi e ainda é um trabalhador, um estudante, um amante de pesquisa e boa leitura, mas sempre rodeado de arte. Hoje administra a “Livraria Germinante”, investe na sua carreira e promete dar vida no que ama, “disse”.

*ARTE

É na verdade ser um receptor e emissor para almas e vidas. É uma dádiva de Deus. A arte é divina e transcendental e somos mensageiros (anjos) nela. Pude demonstrar a minha arte no projecto sobre declamação no programa (KAIS FM) de Entretenimento na Emissora Católica de Angola, rádio Ecclésia. Foi uma dádiva do Eterno, “disse”.

*MOMENTOS DIFÍCEIS E BONS


Desvendou o artista Wandalika que foi difícil quando ele pensava que para seguir em frente, tinha que haver alguém para patrocinar a sua carreira. E após ter vencido essa cogitação, as portas foram se abrindo, recebeu 100 dólares após uma actuação, teve oportunidade de participar em vários projectos na rádio Cazenga e na rádio Ecclésia e participou no Trienal de Luanda, etc.

AGRADECIMENTOS E CONSIDERAÇÕES FINAIS


Agradece o Eterno pelo ar de graça, o Hold on Angola pela competência, profissionalismo e dedicação de toda equipe, e pelo convite na pessoa do Francisco Muanza (Dj Azedon). 

Regozijado nos brinda com a seguinte frase: ”Ame e valorize as pessoas que estão perto de você, a vida é apenas um dia“. Muito obrigado!



FM Designer

Enviar um comentário

0 Comentários