DITO DALÍ: As acusações que estão a ser atribuídas ao Dito Dalí e Hitler Samussuku são tendenciosamente falsas e embutidas de má fé

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Circulam vários textos nas redes sociais dando conta do envolvimento do Dito Dalí e de Hitler Samussuku, no episódio ocorrido na manifestação de ontem (17.04.2021), em Luanda, que resultou na expulsão do cidadão Isaías Kalunga, presidente do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), por este ter ido marcar a sua presença na referida manifestação convocada pelo Movimento dos Estudantes Angolanos (MEA), que visou repudiar a cobrança de propinas e aumento dos emolumentos no ensino público.


As acusações que estão a ser atribuídas ao Dito Dalí e Hitler Samussuku são tendenciosamente falsas e embutidas de má fé; os mentores dos textos sabem disso.


1-Isaías Kalunga não sofreu agressões, pelo que assistimos foi apenas convidado a abandonar o espaço por considerarem que a presença do mesmo era tóxica!


1. É verdade que o Dito Dalí e o Hitler Samussuku estiveram no local onde tudo aconteceu e foram manifestar o apoio aos jovens estudantes por entenderem que a luta deles se constitui na causa de todos nós. Em momento algum tiraram partido da manifestação ou da organização da mesma.


2. Quando o senhor Isaías Kalunga apareceu no Largo das Heroínas não o vimos, até porque o Dito Dalí, Hitler Samussuku e o Cheick Hata estavam os três em conversas e distantes de onde estava o senhor Isaías Kalunga em conversas com o Presidente do MEA, Francisco Teixeira, e os que lhe mandaram abandonar o recinto. Não foi o Dito Dalí e o Hitler Samussuku que incitaram os jovens a expulsarem o chefe do CNJ.


3. Quando ouvíamos alguns gritos que apelavam a retirada do Isaías Kalunga do perímetro onde se falava que Kalunga não representa (va) os interesses dos manifestantes, Dito Dalí decidiu aproximar-se para fazer filmagem e registrar o acto. No vídeo, como se vê, não se observa imagens das pessoas em causa.


4. Explicar que em nenhum momento o Dito Dalí e o Hitler Samussuku foram os promotores das corridas que deram ao Isaías Kalunga. Há um grupo de indivíduos bem identificados que estão por detrás dessas mentiras desde o ano passado quando se começou a realizar manifestações regulares e impactantes.


5. O grande desinformador e manipulador foi o Fábio Mbaxi, mesmo ontem no meio de muitos tentou se atirar contra mim (vocês já são adultos), se doando ao vassalismo moderno.


6. Onde é que aparece o Dito e o Hitler no vídeo agredindo ou empurrando o senhor Isaías Kalunga? Vocês são adulto e sabem o que está subjacente ao plano dessa gente.


7. Não gosto de acções que resultem em violência e jamais apoiarei tais actos. Mas não desencorajo a actitude dos jovens.


8. Repito, a única coisa que foi feita é filmar e registrar o momento, o próprio Isaías Kalunga sabe disso porque quis receber o telefone da minha mão para evitar que fosse filmado.


O que estamos a ler e ouvir não passa de manipulações que visam distrair as atenções dos cidadãos face aos graves problemas sociais que vivemos.


Então, já imaginaram se não existisse o vídeo que prova o não envolvimento das pessoas visadas?


9. Como é que o Fábio Mbaxi sendo a única pessoa dos presentes é que fez acusacões contra o Dito Dali e Hitler Samussuku e a mesma desinformação está a ter tanta repercussão?


Porque não dar crédito dos outros presentes, incluindo uns a assumirem que protagonizaram o acto? Por que é que o Fábio Mbaxi ligou ao PR do MEA a pedir que fosse feita uma nota de repúdio a incriminar o Dito Dalí e o Hitler Samussuku mesmo sabendo que nada têm que ver com os acontecimentos de ontem? Vocês são adulto e não precisam de desenho para entenderem o jogo desses manos.


Ainda assim, ontem foi uma resposta à altura das estratégias de Kalunga!


10. O Isaías foi lá provocar, e não para manifestar solidariedade aos estudantes que protestam contra o Decreto que legitimou a cobrança de propinas nas Instituições de Ensino Público e o aumento de emolumentos.


11. A presença do Isaías Kalunga na manifestação também pode ser interpretada no âmbito de ter ido identificar potenciais mobilizadores das massas para depois aplicar o seu jogo de compra de consciência, cooptação e corrupção como lhe é peculiar desde que assumiu à direcção do CNJ.


12. Ontem apenas foi escorraçado e isso é normal num país de sofrimento e angústia colectiva.


13. Se em países onde o governo é mais simpático, sensível e resolve os problemas sociais vemos sempre isso a acontecer e quanto mais aqui em Angola onde as instituições públicas estão capturadas e partidarizadas,

onde temos instituições muito distantes do povo?


14. Esse governo já não goza de legitimidade Política por isso verificaremos recorrentemente esse protesto público. E o Isaías Kalunga deve parar de insultar e de fazer esse papel de palhaço onde não é chamado. A isso, chama-se respeito e não intolerância.


14. Convenhamos reconhecer que o senhor Isaías Kalunga não é um exemplo para os jovens. Uma pessoa que se dedica em caçar os críticos do regime para as supostas compras de consciência e subornar os jovens que se manifestam contra injustiças, desemprego, fome e pobreza, não pode representar um CNJ. As Instituições Públicas merecem ser dirigidas exclusivamente por jovens sérios, responsáveis e com sentido de Estado e sentimento patriótico. Não por um jovem desprovido de princípios e valores éticos, e está ao serviço de quem fustiga a vida dos cidadãos.


15. Ontem a Polícia voltou a espancar e violentou vários jovens que participaram na manifestação, até agora o CNJ liderado por Isaías Kalunga continua calado como se nada tivesse acontecido com os manifestantes.


Algumas manifestações de apoio a Isaías Kalunga que vemos não passam de bajulação, pois sabem que o Kalunga é o "pai grande" das casas por isso recebe comoções de hipócritas e cínicos de sempre. Se amanhã o Isaías Kalunga cair na desgraça e deixar de beneficiar dos privilégios de que ostenta hoje, à semelhança do que aconteceu com o Tomás Bica quando caiu na merda durante três anos, serão os primeiros a se afastarem desse Isaías Kalunga. Por isso tenha cuidado com esses teus vassalos, senhor Kalunga.


15. Eu não sei fingir ou ser hipócrita, Isaías Kalunga. Não estou solidário contigo porque você é um manipulador, mentiroso e falso congregador que estás ao serviço do mal.


Se fosses uma pessoa séria e honesta não deverias aceitar fazer parte dessa falsidade que os teus cipaios montaram que te transformou em vítima, devias te demarcar dessa história mal contada. Aliás, só o facto do Isaías Kalunga ter apagado o texto que havia publicado no seu facebook, dizendo que tinha sido agredido por militantes da UNITA referindo-se ao Dito Dalí e Hitler Samussuku, é prova inequívoca da sua desonestidade e falta de carácter.


É sim verdade que o Dito Dalí e o Hitler Samussuku são das pessoas que saíram em defesa do senhor Adalberto Costa Júnior, presidente da UNITA que tem sido fortemente atacado e caluniado pelo gabinete de Acção Psicológica da Presidência da República, em colaboração do SINSE do Miala, incluindo os órgãos de comunicação social público e privados. Se isso faz de nós militantes da UNITA por não concordarmos com injustiças do sistema, então somos militantes da UNITA.


Também não estamos surpresos com os ataques dirigidos contra nós pelos novos recrutados que não perdem uma única oportunidade para o fazerem quando o assunto é o Dito Dalí e Hitler Samussuku. Talvez estão pra ver se eliminam a renda resolúvel com a defesa de Isaías Kalunga.


Para finalizar, quero dizer que não estamos disponíveis para cairmos no jogo do eixo do mal, pois o nosso foco para este ano é: Exigir a revisão da legislação eleitoral, alteração da actual composição desigual da CNE, destituição do presidente da CNE, Manico, e redução do elevado custo de vida. De resto são manobras velhas.


A nossa geração não pode falhar.


Fonte: Dito Dalí

18.04.2021.


https://holdonangola.blogspot.com 

 

Enviar um comentário

0 Comentários